Garrafa a garrafa se fez a festa - Wine & Executive Club
18668
post-template-default,single,single-post,postid-18668,single-format-standard,theme-bridge,qode-quick-links-1.0,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,paspartu_enabled,paspartu_on_bottom_fixed,columns-3,qode-product-single-tabs-on-bottom,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 
Garrafa a garrafa se fez a festa

Garrafa a garrafa se fez a festa

Apagámos juntos as velas pelo quarto aniversário do Wine & Executive Club, no Verbasco, do The Oitavos, em Cascais. O jantar a quatro mãos foi desenhado na perfeição para os vinhos do produtor Miguel Montez Champalimaud. A designer de interiores Gracinha Viterbo falou sobre o seu percurso profissional e pessoal e deu algumas ideias para as garrafeiras de casa.

Uma ocasião especial pedia um jantar especial, ainda mais pelos desafios que este ano trouxe à organização mensal dos nossos encontros e que conseguimos honrar ajustando-nos às regras impostas. Por isso, começámos mais cedo e cumprimos o horário sem prejuízo de nenhum momento. E é um orgulho sentir o apoio de tantos que fazem parte do Wine & Executive Club, que continua a receber novos membros.

O menu foi desenhado e preparado pelos chefs Cyril DeDevillier, do The Oitavos, que mais uma vez nos recebeu, e Pedro Marques, do Pestana Palace, em Lisboa, duas casas marcantes nos encontros do WEC. O produtor Miguel Montez Champalimaud trouxe-nos o Paço de Teixeiró, para começar, o Paço de Teixeiró Avesso, para acompanhar o arancini de caras, açafrão, maionese de bacalhau e azeite de coentros e poejo, e o Quinta do Côto Vinha do Dote para o blend de carnes Angus Heritage, da Loja da Fábrica, que se juntou ao evento. Este último foi servido com a história da trisavó de Miguel, Rosa Carolina, que trouxe a parcela de terra como dote para o seu casamento, em 1865. 

 A conversa com Gracinha Viterbo trouxe outras histórias: do legado da sua mãe, Graça Viterbo, da vivência em Angola, Singapura e Indonésia, das influências culturais no trabalho e na educação dos filhos, de como molda os projectos de decoração aos clientes, da valorização da casa com o confinamento e da garrafeira que mais a arrebatou. E, porque é interessante para os apreciadores de vinhos, ficou a ideia de que um pequeno espaço na casa pode servir para aquele momento do dia em que servimos um copo como se fossemos a um bar.

Para a sobremesa, o Montez Champalimaud Porto Vintage 1989 que casou bem com o MontBlanc Cássia e Alfarroba e com o aplauso aos maestros que dirigiram  a cozinha esta noite. Um bolo de aniversário em formato de garrafa assinalou os quatro anos de WEC e de partilha de momentos como este. E assim fechamos 2020, um ano desafiante para todos. Voltaremos em Janeiro para brindar a um novo ano, aos recomeços e à vida.

BOAS FESTAS!